O presidente licenciado do PSDB, senador Aécio Neves (MG), divulgou documento nesta quarta-feira, 6, em que faz um balanço de sua gestão à frente do partido, entre 2013 e 2017. No texto, Aécio diz ter “confiança” na “capacidade” do governador Geraldo Alckmin (PSDB-SP) de conduzir a legenda e afirma que ficará “provada” a “correção de seus atos”.

Intitulado “Balanço de Gestão”, o documento tem um texto introdutório no qual Aécio discorre sobre os vários momentos do partido nos últimos quatro anos, incluindo a indicação de Alckmin para sua sucessão, a partir de 2018. “A ele (Alckmin), manifesto meu apreço e inteira confiança em sua capacidade de nos liderar nessa nova travessia que se inicia”, disse antes de destacar a importância do partido manter “a firmeza dos princípios” na discussão sobre a reforma da Previdência.

“Considero que, no processo de sucessão interna ora em marcha, a unidade, a coesão, a firmeza de princípios – nos cobram, por exemplo, posição clara e corajosa em favor da aprovação da reforma da Previdência ora em debate no Congresso – são os valores maiores a serem perseguidos”, afirmou.

Aécio não deixou de mencionar seu afastamento da direção do partido, em razão de denúncias que vieram à tona com a delação da JBS. Mas reafirmou sua defesa. “Venho me dedicando de maneira integral à minha defesa diante das falsas e criminosas acusações de que sou vítima. Estejam certos de que, ao fim, restará provada a absoluta correção de todos os meus atos”.

O documento traz ainda uma série de números sobre o crescimento eleitoral do PSDB no período em que Aécio esteve à frente da legenda. O senador destacou, principalmente, os resultados das eleições de 2016, cujo resultados eleitorais jamais haviam sido alcançados antes pela sigla.

“A presente força eleitoral tucana consolidou-se nas eleições municipais de 2016, quando o PSDB sagrou-se o grande vencedor, com mais de 800 prefeitos eleitos de norte a sul do País, além de mais de 5.300 vereadores eleitos. Conquistamos o maior número de prefeituras desde 2004 e passamos a governar o maior contingente de cidadãos que esteve, em âmbito municipal, sob a gestão de um mesmo partido brasileiro desde 2000”, afirmou.

Nesta quarta-feira, após reunião da Executiva nacional do PSDB, o tucano falou à imprensa sobre sua gestão. “Hoje foi realizada a última da Comissão Executiva Nacional do PSDB neste mandato, tive oportunidade de agradecer a todos a contribuição que deram para que o PSDB se tornasse, como se tornou, o partido mais vitorioso nas últimas duas eleições, na eleição geral e nas eleições municipais. O PSDB deve estar pronto para os novos desafios que terá pela frente”, afirmou.

fonte: Estadão Conteudo