Reunião do secretariado (Foto: Hélia Scheppa/SEI)

Governador reuniu secretariado no Palácio (Foto: Hélia Scheppa/SEI)

Após promover mudanças no secretariado do governo de Pernambuco, o governador Paulo Câmara (PSB) reuniu, neste sábado (07), todos os auxiliares, no Palácio do Campo das Princesas, para avaliar os dois anos e nove meses de gestão e traçar a principais diretrizes para 2018, ano de campanha a reeleição. A educação, que tem rendido agenda positiva, e a segurança, negativa, são áreas prioritárias do governo estadual.

Na ocasião, o secretário de Planejamento e Gestão, Márcio Stefanni (PSB), apontando como o supersecretário, fez uma apresentação detalhada por área de atuação do governo. “Saímos daqui, hoje, com a tarefa de continuar trabalhando para a melhoria de vida e para o desenvolvimento do nosso povo. Estamos dando uma atenção maior à questão da segurança, mas temos que continuar avançando na educação e pensar, também, a geração de emprego e renda para a população”, frisou Stefanni.

Segundo o governador, a gestão vai trabalhar para manter as conquistas de Pernambuco na última década. ”É o caso da Educação. O que estamos fazendo hoje vai valer para o futuro do nosso Estado. Vamos trabalhar com ética, transparência e com um olhar no futuro. E não se faz tudo isso sozinho, se faz com equipe”, afirmou. O encontro também serviu para subsidiar deputados governistas com informações das ações do governo para os embates na Assembleia Legislativa.

Segurança
Área crítica do governo, a segurança ganhou atenção da gestão nas últimas semanas. Câmara realizou diversas agendas voltadas ao combate da violência – com a formação de policiais e entregar de equipamentos – e, após críticas da deputada estadual Priscila Krause (DEM), suplementou crédito para reforçar a pasta.

Na reunião, foram apresentadas as ações que integram o Plano de Segurança de Pernambuco, como o aumento do efetivo em 15% – a um custo de R$ 140 milhões por ano -, com a contratação de 4.500 novos policiais, sendo mais de 2.800 policiais militares; a instituição de concurso público anual para a contratação de 500 na PM; renovação e ampliação da frota com a entrega de 1.800 novas viaturas para as forças de segurança; a entrega de 230 novas motocicletas; criação do Batalhão de Operações Policiais Especiais (BOPE); criação do Batalhão Especializado de Policiamento do Interior (BEPI), auxiliando as ações de polícia nas Matas, Agreste e Sertão; e a criação do Batalhão Integrado Especializado (BIESPE), que atuará em Caruaru e região.

Educação
Já a educação rende agenda positiva. O Pacto Pela Educação, que foi premiado recentemente, também foi detalhado: o aumento da nota do IDEBE de 3,9 para 4,1; redução de 3,5% para 1,7% a taxa de abandono escolar; contratação de 2.677 novos professores; mais 200 quadras cobertas pelo programa Quadra Viva; 7.329 bolsas de pesquisa pela Facepe; Além do benefício do Passe Livre para 260 mil alunos da rede estadual e cotistas da Universidade de Pernambuco (UPE).

Espaços
Apesar de já ter reacomodado aliados, como o PDT, com Wellington Batista na Agricultura, e o Solidariedade na Perpart, e relocado Nilton Mota (PSB) da Agricultura para a Casa Civil, Paulo Câmara não deve as mudanças parar por aí. O PP, dono da maior bancada na Alepe, deseja mais espaço no primeiro escalão do governo e tem pressionado Câmara por isso. O governador, por sua vez, não abre mão de ter um palanque amplo em 2018.