Presidente da frente parlamentar, Danilo Cabral denunciou a privatização da “caixa d’água do Nordeste” (Foto: Chico Ferreira/PSB)

Em audiência pública contra as privatizações propostas pelo governo federal, nesta quarta-feira (13), na Câmara dos Deputados, a Frente Parlamentar em Defesa da Chesf lançou oficialmente a campanha “Diga Não à Privatização do Rio São Francisco”. Presidente da frente, o deputado federal Danilo Cabral (PSB) fez uma defesa firme do Rio São Francisco e da Companhia Hidro Elétrica do São Francisco, com críticas ao pacote de privatizações anunciado pelo Governo Michel Temer (PMDB). À frente do processo de privatização, o ministro de Minas e Energia, Fernando Coelho Filho, ainda está filiado ao PSB, mesmo partido de Danilo, mas tem sido duramente criticado por vários dos seus correligionários.

“O lado mais perverso desse governo é a entrega da soberania do país através desse programa de privatizações. O que, de fato, representa isso é a entrega do destino do Brasil. Precisamos barrar esse desmonte que se encontra em curso no Brasil, o maior desmonte da história desse país”, afirmou Danilo Cabral. Ele destacou ainda o caráter específico da Chesf no contexto da privatização do Sistema Eletrobrás, que classificou como “um ataque ao patrimônio do povo brasileiro”, referindo-se ao Rio São Francisco.

Segundo Danilo, para o Nordeste a privatização terá consequências mais perversas, com o sucateamento da Chesf. “O que está em jogo na privatização da Eletrobrás é a venda do Rio São Francisco. Nós estamos entregando a chave da caixa d’água do Nordeste para que o setor privado tome conta”, alertou, lembrando que a venda da estatal prejudicará uma política de desenvolvimento regional de 70 anos de história.

A audiência contou com a presença de várias lideranças políticas, entre senadores e deputados federais de vários partidos. O presidente da Frente Parlamentar de Pernambuco em Defesa da Chesf, deputado estadual Lucas Ramos (PSB) também participou. A campanha “Diga Não à privatização do Rio São Francisco” é uma iniciativa da frente, constituída com o apoio de mais de 200 parlamentares das mais diferentes correntes políticas. No evento de hoje foram distribuídos material de divulgação e adesivos com frases contrárias à privatização. A intenção dos integrantes é atrair o apoio da sociedade para ampliar a pressão sobre o governo para tentar reverter a privatização.