Marília fez duras críticas ao governo estadual (Foto: Reprodução)

Marília fez duras críticas ao governo estadual (Foto: Reprodução)

O Partido dos Trabalhadores de Pernambuco começa, nesta segunda-feira (17), a veicular nas emissoras de rádio e televisão a propaganda partidária gratuita, em defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e com criticas a gestão do governador Paulo Câmara (PSB). As inserções, com duração de 30 segundos, serão exibidas durante os dias 17, 20, 22 e 25.  Todas as inserções começam com a palavra de ordem “Fora Temer, Diretas já” e encerram com “Pernambuco precisa de um novo rumo”.

Mas, a considerar o conteúdo, petistas já antecipam o que está por vir durante a eleição em 2018. Eles criticaram, o que consideram, “inoperância do governo do estado, o fracasso na segurança pública cujas mulheres são as principais atingidas e o descaso com a população, principalmente, na área da saúde”.

O presidente estadual do PT, Bruno Ribeiro, criticou a condenação “sem prova para tentar impedir que ele seja candidato”, enquanto “os golpistas são libertados com provas filmadas”. “O Brasil e Pernambuco vivem grandes dificuldades. Aqui [no Estado], o povo é vítima da violência e do descaso na Saúde pelo governo do PSB. Juntos, com o PT e Lula, os pernambucanos vão vencer esses retrocessos”, afirmou Ribeiro.

Sem mencionar o ex-presidente Lula, a vereadora do Recife, Marília Arraes – que tem se articulado para ser a candidata do partido no pleito -, atacou a gestão comandada por seu ex-partido. “Em Pernambuco a violência não para de crescer. A população virou refém do medo e da insegurança. Até maio deste ano, 2.500 pessoas foram assassinadas. São quase 15 homicídios por dia e as mulheres são as maiores vítimas. São números de uma guerra civil, guerra que Pernambuco está perdendo. Nosso Estado está desgovernado”, criticou.

Já o senador Humberto Costa saiu em defesa do líder petista, condenado a nove anos e seis meses pelo juiz Sergio Moro por crimes de corrupção e lavagem de dinheiro no âmbito da Operação Lava Jato. “A cartada final dos golpistas é condenar Lula para impedi-lo de voltar á Presidência”, disse ele, mencionando vagamente o bordão “Pernambuco precisa de um novo rumo”. Embora nos bastidores comente-se que ele e outras lideranças petistas tentam uma reaproximação com o governo do PSB.

Há inserções também com a deputada estadual Teresa Leitão, o deputado Odacy Amorim, o ex-prefeito do Recife, João Paulo, o presidente da Central Única dos Trabalhadores de Pernambuco (CUT-PE), Carlos Veras – cotado para disputa federal pelo partido -, o ex-deputado federal Fernando Ferro, o presidente da Federação dos Trabalhadores da Agricultura de Pernambuco (Fetape), Doriel Barros e o presidente do PT Recife, ex-vereador Osmar Ricardo. A expectativa da direção do PT é que também seja veiculada nos outros dias, uma declaração de Lula dirigida aos pernambucanos.

Contatado pelo Blog do Diario, o governo estadual disse que não vai se pronunciar.