Momentos antes de viajar ao exterior, o presidente Michel Temer mais uma vez usou da estratégia de mandar mensagens em vídeo veiculado nas redes sociais. Dessa vez, o alvo foi o empresário Joesley Batista, da JBS – embora não citado nominalmente – e, por tabela, os demais eventuais delatores. Ao justificar suas visitas à Rússia e à Noruega, Temer disse estar cumprindo com suas obrigações de presidente, fez um balanço das ações e mandou o recado velado a Joesley.

“Acabamos com os favores que privilegiavam apenas algumas poucas empresas, cortamos as práticas que permitiam aos criminosos crescer à sombra dos ilícitos e do dinheiro público jorrado sem limites e com juros camaradas, e muita gente não gostou disso”, afirmou, acrescentando: “Está claro o roteiro que criaram para justificar seus crimes. Apontam o dedo para outros, tentando fugir da punição. Aviso aos criminosos que não sairão impunes. Pagarão o que devem e serão responsabilizados pelos seus ilícitos”, disse. Por último, reassumiu o tom otimista, afirmando a força das instituições brasileiras, defendeu-se mais uma vez e fez um afago no Congresso Nacional, que chamou de “parceiro fundamental”.

Assista.

Shares